Mundo

Os 10 tipos de inovação que vão transformar os resultados da sua empresa

Apresentado por:

Oguini Consultoria e Inovação

Se parece difícil começar qualquer processo de inovação aí na sua empresa ou na empresa que você trabalha, dar uma pesquisada no Google pode tornar o assunto ainda mais nebuloso.

Isso porque existem dezenas de tipos de inovação, separadas em diversas classificações e métodos de implementação, desde as mais populares, aplicadas por meio da teoria do Design Thinking, até as embasadas em objetos de estudo da Harvard Business Review.

Tipos de inovação: conceito e classificação

Antes de irmos aos detalhes técnicos sobre os tipos de inovação, é necessário compreender o por quê existem tantas distinções e níveis de classificação de inovação.

Dentro de uma empresa, a inovação pode acontecer em qualquer lugar, seja num produto ou num processo, na forma de vendas ou na maneira que a empresa se relaciona com os consumidores. 

Os tipos de inovação são necessários para gerenciar as inovações de maneira estratégica.

A classificação de cada tipo determina em qual nível uma organização vai inovar, e dessa forma, auxilia a compreender quais serão os requisitos necessários para estabelecer e definir as etapas desse processo.

Inovação radical x inovação incremental

A primeira camada refere-se a inovação radical ou incremental.

Enquanto a inovação radical é o desenvolvimento de novos produtos, serviços e processos que provocam mudanças significativas e de grande impacto, capazes de criar novos mercados, as inovações incrementais são as otimizações no produto ou serviço.

Na inovação incremental, a otimização pode ocorrer para benefício do cliente, para redução de custos, reposicionamento da marca ou adaptação para introdução em novos mercados.

Conforme a Lead Innovation, no gerenciamento de inovações, cabe às empresas definir critérios para dividir as inovações em incrementais ou radicais. 

Os critérios podem ser, por exemplo, retorno do investimento, quantidade de custos de investimento, período de retorno, patenteabilidade, etc.

“Assim, idéias inovadoras com alto ROI, altos custos de investimento, períodos de retorno mais longos e que são patenteáveis ​​seriam radicais.”

No entanto, aqui vamos detalhar o modelo baseado no livro 10 Tipos de Inovação, um dos mais populares. E antes que você se pergunte, esta não é uma publicação patrocinada (mas bem que poderia). 

Nesse TEDx, um dos autores do livro dá exemplos de como pessoas e empresas desenvolveram soluções transformadoras através de diferentes tipos de inovação.

Dica: Ative as legendas em português.

Agora, vamos aos dez tipos de inovação apresentados por Larry Keeley, Ryan Pikkel, Brian Quinn e Helen Walters.

Um deles pode ser exatamente o que você está precisando.

Então, fique atento aos insights!

Conheça os 10 tipos de inovação

Inovação no modelo de lucro 

Ao encontrar uma nova maneira de converter as ofertas em dinheiro, a inovação no modelo de lucro normalmente desafia as antigas práticas do setor (seja ele qual for), oferecendo aos consumidores inovações que compreendem o que oferecer, como oferecer, o que cobrar e como cobrar, refletindo aquilo que os clientes e usuários realmente gostam nesta troca.

EXEMPLO
O Google implementou o modelo “pague por clique” nos anúncios do AdWords que ficaram conhecidos como “anúncios faça você mesmo”. No formato de texto simples, os usuários podem comprar em um processo de leilão, no qual só é cobrado quando o usuário clica no anúncio.

Esse formato de propaganda foi responsável por 96% dos US$ 37,9 bilhões em receitas do Google em 2011.

Inovação de networking

São as inovações na maneira como você se conecta com outras pessoas para criar valor para a sua empresa.

As inovações de networking podem ocorrer na troca entre executivos que compartilham riscos no desenvolvimento de novas ofertas e empreendimentos; na maneira que você usa a própria força para capitalizar enquanto aproveita os ativos e capacidades de outras pessoas; ou até na maneira que você aproveita as tecnologias, processos, canais e ofertas de outras empresas.

No mundo hiperconectado de hoje, nenhuma empresa pode ou deve fazer tudo sozinha.”

Dito isto, um exemplo claro é a inovação aberta – aquela que não utiliza somente os ativos internos da empresa.

EXEMPLO
A Microsoft desde que o novo CEO, Satya Nadella, assumiu o cargo, passou a tornar seus produtos acessíveis em qualquer lugar. Para isso, o Office 365 além de estar disponível em qualquer navegador web, está também nos mercados móveis do Android e IOS, que antes eram vistos como concorrentes.

Outras duas marcas que tem se beneficiado da inovação em rede é a Ford e a Volkswagen. Concorrentes nas estradas, as duas anunciaram uma parceria em 2019 para desenvolver tecnologia para carros autônomos e veículos elétricos.

Enquanto a Ford traz uma tecnologia de direção automatizada mais avançada, a Volkswagen liderava em veículos elétricos. Através do empreendimento combinado, as duas empresas podem distribuir seus gastos enquanto desenvolvem produtos concorrentes.

Inovação na estrutura

As inovações na estrutura estão focadas na organização dos ativos da empresa, sejam eles, rígidos, humanos ou intangíveis, ou seja, é como você alinha seus talentos e ativos.

Eles podem incluir desde sistemas de gerenciamento de talentos à configurações engenhosas de equipamentos.

As inovações na estrutura também podem aprimorar os custos fixos e as funções corporativas, por exemplo.

Idealmente, essas inovações também ajudam a criar ambientes de trabalho extremamente produtivos, ajudando a atrair talentos para a organização e promover um nível de desempenho que os concorrentes não conseguem igualar.

EXEMPLO
Você com certeza já ouviu falar sobre os escritórios do Google e como eles fornecem refeições saudáveis e gratuitas para que as pessoas trabalhem de maneira eficaz dia e noite. Além disso, os funcionários podem usar 20% do tempo para trabalhar em um projeto totalmente novo.

O Google adota este modelo de inovação na estrutura há anos, a fim de organizar os ativos humanos da empresa e atrair grandes cientistas de dados e engenheiros.

Inovação no processo

As inovações no processo geralmente formam a competência principal de uma empresa.

Conforme os autores, inovar nos processos exige uma mudança drástica, que permite às empresas usar recursos exclusivos, se adaptar rapidamente, ser mais eficiente e assumir a liderança do mercado.

As inovações de processo produzem vantagens por anos ou até décadas, que os concorrentes simplesmente não conseguem replicar.

EXEMPLO
Foi assim que o algoritmo de análise de links PageRank, desenvolvido por Larry e Sergey Brin – fundadores do Google – se tornou um dos principais ativos do site de pesquisas, sendo responsável por classificar as páginas de acordo com o número de links conectadas a ela.

Inovação na performance do produto

Esse tipo de inovação pode envolver produtos inteiramente novos, assim como atualizações e extensões que agregam valor substancial.

Apesar das inovações na performance do produto corresponderem ao valor, recurso e qualidade de oferta de uma empresa, ela também é a mais fácil para os concorrentes copiarem.

“As inovações de desempenho do produto que oferecem vantagem competitiva a longo prazo são a exceção e não a regra.”

EXEMPLO
Ao estipular que os anúncios teriam limite de caracteres no título e na descrição, o Google simplificou (e muito) os resultados para os consumidores e o impacto para os anunciantes.

Inovação no sistema de produto

As inovações nos sistemas dos produtos ajuda a criar ecossistemas que encantam os clientes, através da maneira como os produtos e serviços se conectam para criar um sistema robusto, ou seja, pela modularidade, integração e interoperabilidade.

EXEMPLO
Falando em ecossistema, quando o Google lançou em 2003 o AdSense, estabeleceu um integração robusta com publicadores – de qualquer porte – que poderiam ganhar dinheiro através dos anúncios impulsionados no Google que fossem exibidos em seus sites.

Inovação no serviço

A inovação no serviço é a maneira pela qual sua marca amplia o valor, aprimorando a utilidade e o desempenho de uma oferta. 

Essa inovação torna um produto mais fácil de usar e aproveitar, revela recursos e funcionalidades, corrige problemas e suaviza correções difíceis na jornada do cliente.

EXEMPLO
É assim que o Google oferece propaganda integrada para ajudar os principais clientes a se comunicar de maneira mais eficaz com o público-alvo. E mais que isso: as equipes trabalham diretamente com os clientes para ajudá-los a criar campanhas no AdWords que vão gerar mais vendas.

Inovação no canal de entrega

Inovando no canal de entrega sua empresa conecta as ofertas da marca com os clientes e usuários, com objetivo que os usuários possam comprar o que quiserem, quando e como quiserem, com atrito e custo mínimos, e prazer máximo.

EXEMPLO
O Google passou a incluir informações específicas do local e dos dispositivos móveis em seus resultados de busca. O motivo?

Essa reconsideração radical foi responsável pela aquisição de empresas como Zagat e Motorola Mobility para possibilitar buscas mais inteligentes com base na localização das pessoas e melhores dispositivos.

Inovação da marca

As inovações da marca, normalmente, são o resultado de estratégias cuidadosas elaboradas e implementadas em vários pontos de contato entre a empresa e os clientes, incluindo publicidade, interações de serviço, conduta de funcionários e parceiros.

É a inovação da marca que vai ajudar a garantir que os clientes e usuários reconheçam, lembrem e prefiram suas ofertas às dos concorrentes.

EXEMPLO
A página principal do Google é simples e ordenada desde sempre, exceto quando o Google Doodles demonstra sua personalidade bem-humorada e divertida através de ilustrações inusitadas. Não tem quem não adore!

Inovação para engajamento do cliente

As inovações que visam o engajamento do cliente é a maneira como você promove interações que sejam atraentes, que entendam as aspirações dos usuários, a fim de desenvolver conexões significativas entre eles e sua marca.

EXEMPLO
O exemplo ideal é a marca Peloton, que produz bicicletas ergonômicas e nós já citamos aqui.

Para muitas pessoas se exercitar em grupo e com um treinador potencializa a busca por objetivos, trazendo resultados melhores. Dessa forma, a marca vende seus equipamentos com telas embutidas, alimentados por uma assinatura para aulas ao vivo e sob demanda. Ou seja, é como fazer parte de um grupo de exercícios com os benefícios de estar em casa.

Bicicletas Peloton - Tipos de inovação para engajamento do cliente

E aí, que tipo de inovação sua empresa mais precisa no momento?

Não esqueça que os benefícios gerados a partir da realização de qualquer tipo de inovação não duram para sempre.

É necessário manter-se atento aos processos, serviços, produtos e talentos para manter sua empresa e sua marca como principal escolha do consumidor.

Acertar no alvo
Copy link