Apoiadores:


Mundo

Conheça as empresas que receberam os 20 maiores investimentos de 2019

Pode-se dizer que o ano foi positivo para 18 empresas que receberam os maiores investimentos de 2019. Para duas da lista, foi melhor ainda, já que elas apareceram pelo segundo ano consecutivo no ranking dos maiores investimentos.

As responsáveis pelo feito foram a Cruise Automation, que subiu da 14ª posição para a 11ª na lista, e a WeWork, que mesmo em meio a diversas polêmicas e controvérsias, subiu da 9ª para a 3ª colocação.

Fator que chamou atenção é a diferença dos investimentos recebidos pelas empresas que ocupam o primeiro lugar em 2018 e 2019, respectivamente: a Kakao Mobility recebeu US$ 50 bilhões e, em segundo lugar no ranking, a Alipay recebeu US$ 14 bilhões.

No topo da lista de 2019, no ano anterior a Cainiao teria aparecido apenas em oitavo lugar no ranking de investimentos, demonstrando a queda no montante investido nas empresas que ocupam as primeiras colocações na lista de 2019.

Empresas como a Go-Jek, Grab tiveram ascensão na lista ficando no top 20 e só não ficaram mais bem posicionadas que as demais que não estavam no ranking dos 50 maiores investimentos de 2018 e ocuparam as 20 primeiras colocações do ranking em 2019.

Conheça agora os 20 maiores investimentos de 2019:

1º) Cainiao

  • Valor: US$ 3.330.000.000
  • Investimento: Equity crowdfunding
  • Investidor: Alibaba

A Cainiao é uma empresa de logística co-fundada pelo Alibaba e outros oito investidores. Hoje, o Alibaba tem participação soberana em 63% das ações. Com entrega em mais de 150 países, incluindo o Brasil, conta com o suporte de outras 70 transportadoras no serviço de rastreamento para todos os tipos de pacotes transfronteiriços. É a transportadora responsável pelas entregas do Aliexpress (que também pertence ao Alibaba).

2º) Lyft

  • Valor: US$ 2.200.000.000
  • Investimento: IPO
  • Investidor: não divulgado

A Lyft é a segunda maior empresa do segmento de transporte compartilhado dos Estados Unidos e no Canadá, ficando atrás apenas do Uber. Está disponível em cerca de 350 cidades norte-americanas. Aproximadamente um milhão de corridas são realizadas por dia pelo aplicativo.

3º) WeWork

  • Valor: US$ 2.000.000.000
  • Investimento: Private equity
  • Investidor: SoftBank
WeWork
Créditos: Getty/AFP/Arquivos

A WeWork é a maior empresa de coworking do mundo e, apesar de figurar entre as três empresas mais valiosas do ranking, esteve envolvida em tantas polêmicas durante todo o ano de 2019, que o co-fundador precisou renunciar ao cargo de CEO, mas não sem antes receber US$ 1,7 bilhão para deixar o cargo de presidente do conselho e desistir do direito de voto.

4º) Sea (Garena)

  • Valor: US$ 1.500.000.000
  • Investimento: Post-IPO equity
  • Investidor: não divulgado

A Sea é a maior empresa de internet na Ásia e no Taiwan. Sua sede é em Cingapura e seus negócios abrangem jogos (Garena), pagamentos (Airpay) e e-commerce (Shopee), o último considerado o principal concorrente do Aliexpress na Ásia. Pra se ter uma ideia, Garena é a editora exclusiva na região de títulos populares como Arena of Valor, League of Legends, FIFA Online 4, Point Blank, Speed ​​Drifters e Ring of Elysium.

5º) Infor

  • Valor: US$ 1.500.000.000
  • Investimento: Private equity
  • Investidores: Golden Gate Capital e Koch Equity Development LLC

A Infor é um uma empresa multinacional de software empresarial. Com 17 mil funcionários e 68 mil clientes em mais de 100 países. Todos esses clientes geraram a receita significativa de US$ 3 bilhões em 2018. Entre os principais nomes na cartela de clientes estão Ferrari, Heineken, Hotéis Wyndham, Hershey Entertainment and Resorts, Boskalis, EBSCO, Legacy Health e Best Western International.

6º) Chehaoduo

  • Valor: US$ 1.500.000.000
  • Investimento: Venture Capital
  • Investidor: SoftBank Vision Fund

A Chehaoduo é uma plataforma que conecta diretamente os vendedores e compradores de carros, removendo os intermediários na hora da compra. A empresa com sede em Pequim opera dois sites principais – o mercado online, Guazi para veículos usados, ​​e o Maodou, que vende novos sedãs. A Chehaoduo visa ampliar as lojas físicas, num movimento omnichannel para aumentar a confiança nos consumidores acostumados a conhecer pessoalmente os revendedores.

7º) Grab

  • Valor: US$ 1.460.000.000
  • Investimento: Series H
  • Investidor: SoftBank Vision Fund

Grab é a empresa de compartilhamento de viagens da Ásia, presente na Malásia, Filipinas, Tailândia, Cingapura, Vietnã e Indonésia. Após uma fusão com a Uber, estima-se que a Grab tenha 80% da fatia desse mercado em Cingapura.

8º) OneWeb

  • Valor: US$ 1.300.000.000
  • Investimento: Private equity
  • Investidor: não divulgado

A OneWeb é um projeto de internet global por satélite, que tem objetivo de lançar 2 mil satélites à órbita da terra, fornecendo internet para todo o mundo. Entre os investidores do projeto estão empresas importantes como Virgin Group, SoftBank, Airbus, Qualcomm e Coca-Cola.

9º) Cruise Automation

  • Valor: US$ 1.150.000.000
  • Investimento: Equity crowdfunding
  • Investidores: T. Rowe Price Associates, General Motors, Honda e Soft Vision Found

A Cruise é uma empresa americana de automóveis autônomos, com sede na Califórnia. Fundada em 2013, a startup foi adquirida pela GM Motors em 2015 e, desde então, foca no desenvolvimento de software para tornar o veículo elétrico da GM Chevy Bolt totalmente autônomo.

10º) GO-JEK

  • Valor: US$ 1.000.000.000
  • Investimento: Series F
  • Investidores: Google, Tencent Holdings e JD.com
Go-Jek
Créditos: nst.com.my

A Go-Jek é uma plataforma de serviços múltiplos por demanda do sudeste asiático. A empresa nasceu como um call center que oferecia apenas entrega e serviços em duas rodas, e hoje evoluiu e oferece mais de 20 serviços, desde transporte, entrega de alimentos, compras, mantimentos, massagem, limpeza de casa, logística e uma plataforma de pagamentos digitais, chamada GoPay.

11º) Verily Life Sciences

  • Valor: US$ 1.000.000.000
  • Investimento: Private equity
  • Investidor: Ontario Teachers’ Pension Plan

A Verily Life Sciences é a organização de pesquisa subsidiada pela Alphabet Inc. (conglomerado controlador do Google), que desenvolve ferramentas e dispositivos tecnológicos para coletar, organizar dados de saúde com objetivo de detectar, prevenir e gerenciar doenças.

12º) JD Health

  • Valor: US$ 1.000.000.000
  • Investimento: Series A
  • Investidores: CICC, JD.com, Baring Private Equity Asia e CPE

A JD Health é uma plataforma de comércio eletrônico de produtos farmacêuticos, como vitaminas e suplementos, suprimentos médicos, lentes de contato, produtos para adultos, medicina tradicional, etc. É a subsidiária de assistência médica da JD.com. Além de ter seus próprios depósitos, o comércio eletrônico tem parcerias com comércios locais e, junto com o Alibaba, é uma das responsáveis pela Amazon perder espaço na China.

13º) Flexport

  • Valor: US$ 1.000.000.000
  • Investimento: Venture Capital
  • Investidores: Cherubic Ventures, DST Global, Founders Fund, Susa Ventures, SoftBank Vision Fund e SF Express

A Flexport é uma empresa de gestão de serviços fretados internacional. A empresa transporta cerca de 100 mil contêineres anuais por terra, ar e mar, e é utilizada por empresas como a Amazon e Bridgestone. Entre as principais vantagens sob seus concorrentes está a possibilidade de acompanhar a carga online e eu tempo real.

14º) Greenspring Associates

  • Valor: US$ 999.000.000
  • Investimento: Venture Capital
  • Investidor: não divulgado

A Greenspring Associates é uma empresa especializada em fundos capital de risco, investimentos diretos e secundários, além de fornecer soluções sob medida em nome de grandes instituições. Seus principais setores de investimento são tecnologia da informação, biotecnologia, saúde e telecomunicações, oferecendo aos investidores institucionais e individuais uma plataforma abrangente dedicada à classe de ativos.

15º) GIC

  • Valor: US$ 950.000.000
  • Investimento: Corporate round
  • Investidores: Abu Dhabi Investment Authority, Abu Dhabi Investment Authority (ADIA) e GIC Holdings Pte. Ltd

A GIC é a sigla que dá um novo nome ao antigo Government of Singapore Investment Corporation. Basicamente é uma empresa estatal designada para administrar o fundo soberano de Cingapura, e segundo o Sovereign Wealth Fund Institute, o GICS controla o oitavo maior fundo de riqueza soberana do mundo.

16º) Nuro

  • Valor: US$ 940.000.000
  • Investimento: Series B
  • Investidor: Softbank Vision Found

A Nuro é uma empresa de robótica, criada 2016, que desenvolve veículos de entrega autônomos. A empresa foi criada por engenheiros ex funcionários do Google que trabalharam no desenvolvimento do primeiro carro autônomo da companhia.

17º) Novacap

  • Valor: US$ 940.000.000
  • Investimento: Equity crowdfunding
  • Investidor: Novacap Investments

A única brasileira no TOP 20. Localizada no Distrito Federal, a Novacap é uma empresa pública, criada em 1956, na época, com o intuito de gerenciar a construção de Brasília. Hoje ela tem como principais sócios a União (43,33%) e o Governo do Distrito Federal (56,67%). É a principal executora das obras de interesse do Estado e está vinculada diretamente com a Secretaria de Estado de Obras.

18º) Wirecard

  • Valor: US$ 900.000.000
  • Investimento: Private equity
  • Investidores: SoftBank Group Corp. e SoftBank Group Corp’s Vision Fund

A Wirecard é uma prestadora de serviços financeiros e tecnológicos com sede na Alemanha, que atende mais de sete mil clientes empresariais em todo o mundo. Considerada uma plataforma digital de crescimento mais rápido do mundo na área de comércio financeiro, a empresa disponibiliza o processamento de pagamentos, emissão de cartões e serviços de gestão de riscos, e deve competir com os serviços da PayPal e da Western Union.

19º) China Feihe Ltd.

  • Valor: US$ 856.000.000
  • Investimento: IPO
  • Investidores: não divulgado

China Feihe Ltd. é uma produtora de fórmulas para bebês, com sede em Pequim. Os recursos do IPO financiaram, entre outras coisas, a operação de uma nova fábrica que começou a operar em 13 de novembro.

20º) MercadoLibre

  • Valor: US$ 850.000.000
  • Investimento: Post-IPO equity
  • Investidores: PayPal e Dragoneer Investment Group

O MercadoLibre é uma empresa argentina (e não brasileira) que oferece soluções para que as pessoas possam comprar, vender e pagar por produtos na internet, possibilitando a compra e venda direta entre pessoas físicas e também jurídicas.

É o e-commerce mais popular da América Latina em número de visitantes.

A média global de investimentos em 2019 foi US$ 36,9 milhões com mais de 4.000 investimentos e fechou em queda se comparado aos US$ 45,8 milhões e mais de 9.000 investimentos do ano anterior.

Presente no ranking de 2018, Uber enfrentou ano incerto em 2019 e não aparece na lista

Uber Eats
Créditos: Uber

Depois de aparecer na 28ª colocação do ranking em 2018, o Uber enfrentou um ano incerto após registrar prejuízo de US$ 1 bilhão no primeiro trimestre do ano. 

Sua estreia no lançamento de ofertas públicas (IPO) na Bolsa de Nova York também não foi boa. 

A consultoria Dealogic avaliou a oferta pública inicial de ações da Uber como a 5ª pior da história entre as empresas com mais de US$ 10 bilhões nos últimos 24 anos.

Mesmo com o lançamento de braços como o Uber Eats, que compete com o iFood, a empresa foi avaliada em US$ 82,4 bilhões, muito abaixo das expectativas dos investidores privados, de US$ 120 bilhões.

Fonte: The Next Web

12 Shares
12 Shares
Copy link